Destaques Principais

Campbell marca no início do jogo e seleção centro-americana garante lugar no Grupo E do Mundial, com Espanha, Alemanha e Japão

Primeiro tempo

Logo no segundo minuto de partida, a Costa Rica já tratou de apresentar suas credenciais da maneira mais letal possível. Boa trama pelo flanco esquerdo de ataque e a bola terminou nos pés de Joel Campbell, que completou para o fundo das redes. 1 a 0.

Foto: Matthew Ashton – AMA/Getty Images.

Após o tento sofrido, os All Blacks melhoraram muito na realidade do duelo, chegando muito próximo do empate quase que de imediato e seguindo mais incisivos durante toda a etapa inicial. Chris Wood até marcou, mas o VAR deflagrou falta no início da jogada e o gol restou anulado. Vantagem costa-riquenha levada para o intervalo.

Segundo tempo

Na volta para a etapa final, apesar do ritmo arrefecido, a seleção da Oceania seguia mais presente no campo de ataque e timidamente amadurecia o empate. O cenário porém mudou quando Barbarouses foi expulso por entrada violenta confirmada por chamada do árbitro de vídeo.

Foto: Joe Allison/Getty Images.

Mesmo com um homem a menos, a Nova Zelândia obrigou Keylor Navas a executar algumas importantes defesas, até que a representante da Concacaf conseguisse de fato administrar o resultado se voltando para o contragolpe e prendendo a bola no campo de ataque, quando possível.

E ao apito derradeiro da arbitragem, vitória mínima da Costa Rica confirmada, junto de uma valiosa última vaga no Mundial do Qatar, em um grupo que contará também com Alemanha, Espanha e Japão.