Corinthians

Corinthians e São Paulo fizeram mais um majestoso na Neo Química Arena e empataram em 2×2. O clássico marcou o 14º na arena e o tabu continua.

1º TEMPO

O jogo começou bastante brigado e faltoso. O arbitrou precisou dar uma bronca em Fagner logo no primeiro minuto.

As equipes brigaram bastante no meio de campo, arriscaram no lançamentos, mas quem trabalhou foram os zagueiros recuando e os goleiros repondo para jogo.

Na primeira jogada mais elaborado da partida o São Paulo conseguiu um escanteio. Na cobrança Igor Gomes colocou na cabeça de Miranda que subiu sozinho para cabecear para o fundo do gol de Cássio que apenas olhou.

Imagem
Miranda comemora seu gol com seus companheiros. Foto: Reprodução Twitter

Após o gol a partida exatamente igual como estava, bastante brigada, o juiz deixou o jogo rolar e não marcou muitas faltas como no começo do jogo.

A partida já se encaminhava para os últimos minutos da primeira etapas ambas equipes tentavam fazer suas jogadas, porém não tinham tantos sucesso.

Até que aos 40 minutos, o Corinthians apertou uma saída de bola do Tricolor e em um lateral cobrado rápido por Lucas Piton, o Corinthians pegou a zaga do São Paulo aberta e com uma feliz finalização de Luan não dando chance alguma para Volpi o Timão empatou a partida.

Imagem
Luan no momento de sua batida perfeita para o fundo do gol. Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

2º TEMPO

As equipes voltaram para a 2ª etapa mais enérgicas tentando buscara a vitória. Porém o jogo continuou amarrado no meio de campo e com poucas chances claras.

Aos 11, o Corinthians roubou uma bola na lateral-esquerda, Cauê cruzou na medida para Luan que furou e perdeu o gol.

Imagem
Reação de Luan ao perder chance clara de gol. Foto: Reprodução Twitter.

O jogo seguiu o mesmo bastante brigado, sem grandes chances claras de gol e sem finalizações a gol.

Com a monotonia, pouca criação das equipes os técnicos foram mexendo em suas equipes. Crespo colocou seu time titular em campo, ficaram faltando apenas Dani Alves e Reinaldo. Pelo Corinthians Mosquito, Gil, Mateus Vital entraram.

E a mão de Mancini brilhou com o gol de Mosquito. Aos 39, Luan enfiou linda bola para Fágner que foi na linha de fundo e cruzou na medida para o companheiro fazer o gol da virada.

Imagem
Mosquito comemora seu gol. Foto: Reprodução Twitter.

A fase final do jogou esquentou e teve um princípio de confusão que foi controlada. E quando o jogo encaminhava para o último minuto, o São Paulo tirou um pênalti da manga.

Pablo foi lançado na área e João Victor o segurou dentro da área e o árbitro marcou a penalidade sem pensar duas vezes.

Imagem
Luciano antes de empatar o clássico. Foto: Reprodução Twitter.

Luciano foi para bola aos 50 minutos, respirou fundo, bateu bem fazendo o gol. Cássio acertou o canto, mas não foi suficiente.

Tudo igual no majestoso no último minuto da partida!